Skip to main content
site

5 dicas para fazer a hospedagem corretamente

site

Quais recursos tem?

Como dissemos acima, diversas funcionalidades importantes podem — ou não — estar incluídas no serviço. Por isso, antes de efetivamente contratar a hospedagem, sempre leia com atenção as descrições e avalie bem os recursos oferecidos para cada plano. Leve em consideração de que tipo de recursos seu site vai precisar e, só então, tome uma decisão definitiva. Também vale a pena entrar em contato com o provedor para tirar suas dúvidas, caso o site não explique tudo o que você precisa saber.

Possui editor de páginas?

Para quem não tem conhecimento sobre criação de páginas na web, é necessário usar um editor. Trata-se de um aplicativo que elimina todas as partes mais complexas do processo, deixando a cargo do usuário apenas a entrada de conteúdo: nome do site, número de páginas, textos e imagens dessas páginas e assim por diante. Com um editor de páginas, é possível escolher um layout já pronto e adaptar o seu site em torno dele.

 

Suporta WordPress?

O WordPress é o principal sistema de gerenciamento de conteúdo da internet. Por ser tão flexível, ele pode dar origem a todo tipo de página. E é por isso que está por trás não só de muitos blogs, mas também de diversos sites tradicionais. Aliás, toda essa flexibilidade do WordPress se dá por meio da infinidade de plugins que ele oferece, podendo transformar seu site naquilo que você quiser. De blog ele pode se transformar em um site de e-commerce ou em um portfólio, por exemplo. Consulte as funcionalidades do seu provedor de hospedagem e confira se ele oferece a possibilidade de  um instalador automático como o Softaculous, para otimizar a instalação do WordPress para você, evitando que seja necessário instalar o sistema manualmente.

Oferece e-mail?

É essencial que qualquer site possua endereços de e-mail associados. Isso transmite credibilidade ao seu público e também oferece uma conveniência a mais para você. A maioria dos provedores de hospedagem oferece um serviço de e-mail, mas é importante ficar atento às condições dessa funcionalidade. Portanto, confira a quantidade de endereços de e-mail do domínio a que você terá direito.

Possui um bom suporte técnico?

Independentemente do número de funcionalidades disponíveis, é essencial que seu serviço de hospedagem ofereça um bom suporte técnico. Como nenhum sistema é infalível, é importante que você possa contar com uma forma confiável para solucionar quaisquer problemas que possam surgir enquanto você utiliza seu serviço de hospedagem. Consulte amigos e colegas ou pesquise na internet a respeito da qualidade do suporte técnico desse serviço.

Pesquisar

Custom Search
hbs-graphic

Dicas para melhorar seu posicionamento no ranking do Google

hbs-graphicQuando o assunto é busca na internet, praticamente só vem Google à cabeça, não é mesmo? E isso o coloca no centro das atenções de qualquer empreendedor que queira estabelecer um bom posicionamento na web, ganhando algumas posições no ranking de buscas orgânicas. Pois para atingir esses resultados, só desenvolvendo uma boa estratégia de SEO focada no que se sabe a respeito dos algoritmos do buscador — em especial do Hummingbird —, que coloca a relevância do conteúdo acima de tudo o que você já vinha fazendo. Essa é a era da web semântica! Mas como exatamente melhorar seu posicionamento no ranking do Google atualmente? Melhor conferir nossas valiosas dicas a seguir:

Aposte no poder da qualidade

Se antes o que importava era a quantidade de palavras-chave contidas em cada página, o que importa agora é a relevância do conhecimento que você compartilha com os internautas. Assim, quanto mais aderência seu conteúdo tiver às buscas realizadas no Google, melhor será seu posicionamento no ranking. Essa atualização nada mais é que uma continuidade da política do Google de proporcionar uma experiência cada vez mais personalizada para seus usuários, o que vem dando certo à medida que seus robôs evoluem para um entendimento mais aprofundado do comportamento de navegação geral.

Dessa forma, crie conteúdos originais, inéditos e estruturados, variando o tamanho de cada um para atender aos mais diversos perfis de usuários da internet — já que, enquanto uns estão propensos a ler um post de 2 mil palavras, outros querem respostas bem mais objetivas, como o simples resultado de uma conta de mais ou menos, por exemplo. Como variação e qualidade se vai longe.

Produza conteúdo visual

Hoje se vive uma verdadeira enxurrada de vídeos na internet, que servem para mostrar como o conteúdo que você compartilha pode ser multimídia e promover uma experiência diferenciada para o público. E o Google sabe disso melhor do que ninguém! Portanto, para ver sua marca subir de vez no ranking do Google, crie conteúdo visual, como infográficos, imagens, vídeos e tabelas, por exemplo. Só não se esqueça de trabalhar as palavras-chave no nome dessas imagens para que você melhore ainda mais seu posicionamento nos resultados das buscas, ok?

Seja você mesmo para gerar credibilidade

Muitas empresas simplificam os termos originais de suas áreas de atuação para que pessoas com menos entendimento possam compreender e se instruir com seus conteúdos. Mas por mais que essa atitude seja louvável, procure não fazer isso em todo o site! Utilizando termos técnicos e próprios do seu mercado, você constrói sua autoridade na rede e atrai a atenção do Hummingbird com mais facilidade, atingindo um público mais segmentado e preparado para realmente se relacionar com sua empresa.

Torne-se responsivo

Desde o dia 21 de abril deste ano, o Google vem priorizando sites responsivos em seus resultados de busca, recompensando aqueles empreendedores que valorizam seus clientes ao proporcionarem uma experiência de navegação única e de qualidade em qualquer dispositivo, seja ele mobile ou não. Sendo assim, se você ainda não conta com um site responsivo, chegou a hora de investir!

Vale destacar que essas mudanças no comportamento do Google em relação ao posicionamento de seus resultados de busca não excluem o trabalho de SEO que você já vem fazendo em suas páginas — o que inclui títulos, palavras-chave, links internos e assim por diante. Mas é preciso não só dar continuidade a esse trabalho como começar a se adequar aos novos requisitos para garantir um bom posicionamento no ranking do Google! Então o que ainda está esperando?

Pesquisar

Custom Search
duvida1-300x259

Qual é a diferença entre Blog e Site ?

blog siteBlog ou Site. Porque tenho que ter um Blog se já que tenho meu site? Muitos empresários estão fazendo esta pergunta e aqui vou tentar esclarecer o motivo, vou usar como exemplo a HosInternet.

A HostInternet tem o site com todas as informações comercias para o empresario contratar um Servidor, uma revenda ou um outro serviço que oferecemos.

O site da HostInternet é perfeito para mostrar a diferença porque o site é comercial, e tem que mostrar o que a empresa faz e oferecer seus produto de forma mais clara possível, uma página comercial.

Agora o blog, este á a forma de se relacionar, de comunicar ao cliente, o blog da HostInternet serve para mostrar o que há de novidade no mercado, como nossos clientes podem obter maior resultado com dicas  e novos serviços no mercado, é a maneira de se relacionar com o cliente, por meio de conteúdo, nós produzimos conteúdo e a partir do conteúdo é gerado relacionamento que vai para redes sociais e assim a empresa se aproxima do cliente .

Agora que ja tivemos um pequena introdução sobre o que é blog e o que é site vou mostra aqui algumas dicas de como fazer para melhorar seu site e seu blog.

Então vamos decidir blog ou site

 

 

Dicas: Como fazer o seu site melhor

Para muitos empresários, já se sabe que para fazer melhorias em seu site e torná-lo melhor em desempenho e gerar mais vendas e leads pode ser uma tarefa difícil. Para ajudar, nós escrevemos este post no blog sobre como fazer o seu site melhor com o objetivo de aumentar a quantidade de tráfego e interação do visitante com ele.

Conteúdo do seu site deve refletir a sua paixão

Faça o seu conteúdo refletir o seu entusiasmo por seus produtos ou serviços. Certifique-se de:

Resolver os problemas e as necessidades de seu mercado-alvo em primeiro lugar. Quais os problemas que eles terão? Quais as soluções que eles estão procurando?
Indique seu PSU – o que torna a sua empresa diferente de seus concorrentes? Por que o visitante vai comprar de você? Seu conteúdo deve dizer-lhes!
Faça o conteúdo do site de fácil digestão, evitar grandes áreas de texto.
Use ilustrações ou imagens para chamar a atenção e aumentar o interesse visual.
Use chamadas claras para a ação – O que você quer que seus visitantes façam? Chame? Avance para o check-out? Preencher um formulário on-line?
Criar confiança e segurança, exibindo claros dados da empresa, Ts e Cs e quaisquer logotipos .
Empurre itens Promocionais – faça ver com um banner na página inicial.
Incentivar a interação para aumentar o número de retorno e visitantes ao seu site.

As pessoas gostam de se envolver! Se eles podem interagir com o seu site elas vão voltar (e Google Analytics pode mostrar-lhe isso). Esta é também uma boa maneira de obter conteúdo gerado pelo usuário que os motores de busca gostam. Aqui estão algumas idéias de maneiras que você pode obter o seu público envolvido e interagindo com seu site:

Ativar produtos avaliados.
Comparar função e produtos.
Permitir comentários sobre os posts ou outras páginas adequadas.
Adicionar uma enquete para as pessoas registrar suas opiniões sobre o algo.
Adicionar um levantamento com um incentivo para participar.
Adicionar um fórum ou área de bate-papo.
Mantendo o conteúdo fresco em seu site.

De uma perspectiva de visitante é importante para manter seu conteúdo fresca. Por que alguém iria retornar ao seu site se o conteúdo, produtos e páginas permanecem na mesma durante muitos meses? Dependendo do que você está oferecendo aqui estão algumas idéias:

Criar um blog e atualizá-lo semanalmente – Use fotos, você não tem que “escrever” mensagens de blog para contar uma história, use conteúdos relevantes.
Adicionar novo Q e uma regularidade. Ouça a perguntas que as pessoas que você off-line e observar estes em suas páginas de FAQ.
Adicionar páginas conselhos detalhados ou compradores guias.
Adicionar interessantes páginas informativas relacionadas ao seu produto ou serviço, por exemplo: ‘How to … “e” o quê, porquê, onde é ”
Diga às pessoas em suas plataformas de mídia social que você atualizou o seu conteúdo
Criar uma página de recursos que você pode adicionar  regularmente.
Entrevista Expert – publicar uma entrevista com um guru em seu setor.
Adicionar uma área para estudos de caso de clientes e / ou depoimentos e mantê-lo atualizado.
Criar uma seção de notícias da indústria atual. Use jornais locais e revistas do setor para mantê-lo atualizado.
Atualize suas galerias ou imagens regularmente.
Conduzir suas próprias análises de produtos.
Uma maior utilização de oportunidades de cross selling

Isto pode parecer óbvio, mas muitos proprietários de site perdem este truque. Se você não apresentar os itens relacionados a seus clientes que eles podem não se preocupar em procurá-los ou sequer percebem que precisam deles. Por exemplo, se você vender iluminação – não se esqueça de oferecer as lâmpadas corretas de luz para o cliente também. Há uma série de maneiras de fazer isso de forma eficaz:

Na página do produto – “Você também vai precisar disso …” ou “usar em conjunto com … ‘
No checkout. -” Clientes que compraram este item também compraram esse … ”
Agrupar-se – oferecer um segundo produto relacionado com desconto.
Incentivo – “Free selos em todas as encomendas superiores a £ 30 … ‘
Endosso de celebridades – Ok, este é um difícil de fazer, mas como um exemplo, mostrar uma foto de uma celebridade vestindo sua bolsa e sapatos combinando. Ilustrando que os dois itens devem ser comprados juntos.
Usando o Google Analytics

A coisa maravilhosa sobre vendas e marketing on-line é que tudo é controlável através do Google Analytics . Isso significa que sua estratégia pode ser revista, monitorando e melhorando sempre que necessário. Você pode medir qualquer interação com seu site que você pode imaginar:

Palavras-chave – como as pessoas vão encontrar suas páginas?
As páginas de destino / Páginas do produto – eles estão convertendo?
Tempo no local – que o seu público-alvo se envolver com o seu conteúdo?
Taxas de rejeição – é a sua direção mensagens / arte certo?
Pesquisa no local – esta é uma ótima maneira de ver o que a função de busca é o mais utilizado para isso pode indicar se um produto ou categoria está ausente ou difícil de encontrar.
São usuários do seu site obter a melhor experiência?

Funcionalidade em um site é muito importante. Se um usuário não consegue encontrar o que está procurando,  eles vão muito rapidamente ir para outro lugar. Aqui estão algumas observações:

Navegação precisa ser intuitivo e em uma posição esperada que as pessoas não se esforçam para chegar em sua empresa.
Função de pesquisa – testá-lo com tantas coisas quanto você pode pensar para ver se funciona corretamente.
Processo de pagamento – muitos clientes ficam perdidos durante o processo de checkout muito longo. Certifique-se de que tem passos rápidos com chamadas claras e definidas para a ação em cada seção.
Mensagens – é claro que você está oferecendo? É lançado certa para o público-alvo com a linguagem adequada?
Entre em contato para discutir sobre seu site e sinta-se livre para compartilhar algumas de suas próprias dicas na seção de comentários abaixo.

Pesquisar

Custom Search
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE